Suplementos Protéicos Vegetais: são tão eficientes quanto os de origem animal?

Home » Alimentos, Dicas, Dietas, Exercício Físico, Suplementos » Suplementos Protéicos Vegetais: são tão eficientes quanto os de origem animal?

on fev 18, 16 • por • com Sem Comentários

Suplementos Protéicos Vegetais: são tão eficientes quanto os de origem animal?

Pin It

Escutamos e vemos com mais frequência, o uso de suplementos a base de ervilha, arroz, soja… mas será que funciona?

As proteínas são macronutrientes essenciais para que o nosso organismo funcione corretamente. Elas são constituídas por aminoácidos e devem ser obtidas pela alimentação, seja por alimentos de origem animal, seja por alimentos de origem vegetal. Por participarem da definição e ganho muscular, as proteínas são imprescindíveis no cardápio de atletas e praticantes de exercícios físicos.

Hoje em dia, é cada vez mais comum o uso dos suplementos proteicos vegetais, principalmente pelos adeptos da dieta vegetariana, pessoas com intolerâncias e alergias (como à lactose) ou por aqueles que precisam aumentar o aporte proteico da alimentação. Mas, será que os suplementos vegetais são tão bons quanto os de origem animal?

Assim como a proteína de origem animal (carne, ovos, leite e derivados), a proteína vegetal é fonte de aminoácidos essenciais, que não são produzidos pelo organismo e, por isso, precisam ser adquiridos pelos alimentos. A proteína vegetal tem boa digestão e absorção, além de elevado valor biológico e baixo teor de gorduras.

Os principais suplementos proteicos vegetais disponíveis são:

Proteína de arroz: possui todos os aminoácidos essenciais e não essenciais, sendo considerada uma proteína completa. É bem digerida e tem baixo potencial alergênico.

Créditos da foto: https://goo.gl/kC99Et

Créditos da foto: https://goo.gl/kC99Et

Proteína de soja: é encontrada na forma de proteína texturizada (muito consumida como substituta da carne em diversas receitas) ou como suplemento (proteína isolada da soja). Assim como o arroz, também tem todos os aminoácidos essenciais.

Créditos da foto: https://goo.gl/cfdVw7

Créditos da foto: https://goo.gl/cfdVw7

Proteína de ervilha: oferece aminoácidos essenciais, como a lisina e o BCAA (leucina, valina e isoleucina), além de ser fonte de ferro e de zinco.

Créditos da foto: https://goo.gl/5Huw0B

Créditos da foto: https://goo.gl/5Huw0B

Com isso, podemos ver que o valor nutricional da proteína vegetal pode ser tão eficaz quanto a de origem animal, inclusive para a prática esportiva. Estudos que compararam os efeitos da proteína vegetal com o whey protein (proteína do soro do leite) mostraram que ambas possuem resultados semelhantes para a hipertrofia. Portanto, atletas ou até mesmo praticante de atividade física, podem fazer uso da proteína vegetal para o ganho de massa magra.

O consumo de proteína vegetal é o mesmo do whey protein, pois está disponível em versões com sabor e neutras (que podem ser usadas em receitas, por exemplo), devendo ser ingerida no pós-treino com o objetivo de colaborar para a hipertrofia.

 

Texto desenvolvidos pelas nutricionistas da Natue.

Tags: , , , , , , , ,

Artigos Relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


« Artigo Anterior

Próximo Artigo »

Scroll to top