Arroz e feijão: a dupla dinâmica

Home » Alimentos » Arroz e feijão: a dupla dinâmica

on jan 7, 13 • por • com Sem Comentários

Arroz e feijão: a dupla dinâmica

Pin It

Olá, meus queridinhos leitores!

Tudo bem com vocês? Espero que sim…

Hoje vamos falar de dois alimentos super conhecidos por vocês: o arroz e o feijão, pois, quando se pensa em comida brasileira, logo vem na mente essa dupla dinâmica.

Muitos não sabem o quanto é valiosa a combinação desses dois bonitinhos em termos de nutrientes… é isso mesmo, ambos são riquíssimos em nutrientes, mas quando se juntam, nossaaaaa dão uma festa de vitaminas, minerais, fibras e proteínas!!!

O feijão e o arroz são fontes de aminoácidos essenciais (a junção de vários aminoácidos forma a proteína), e esses só são conseguidos pela alimentação, pois nosso organismo não produz. O feijão contém o aminoácido lisina e tem deficiência de metionina e de cistina, enquanto o arroz tem metionina e cistina e não apresenta a lisina, ou seja, um completa o outro.

Aaaahhhh, que bonitinho, o arroz e o feijão são namoradoooos, um complementa o outro! Que fofo!!!

Ah! Guarde bem o nome desses aminoácidos, você pode utiliza-los para brincar de forca com a sua mãe, rs!

Voltando a falar da nossa dupla sertaneja, opa, dessa dupla dinâmica…

Arroz e Feijão a dupla dinâmica

Dependendo da região do Brasil, o tipo de feijão utilizado no dia-a-dia pode variar. Em São Paulo, o consumo maior é de feijão carioca, já no Rio de Janeiro, encontramos o feijão preto na mesa dos cariocas. Ah, te peguei! Pensou que o carioca consumisse mais o feijão carioca, né? Hehehehehe…

O feijão preto compõe um dos pratos típicos da culinária brasileira, que é a feijoada, onde se tem também o arroz branco, diversos tipos de carne de boi e de porco, a couve refogada, a farofa e os gomos de laranja. A versão branca e diferenciada dessa preparação, é conhecida como cassoulet, onde o feijão branco é utilizado como carro-chefe, os acompanhamentos são outros e é mais comum na culinária francesa.

O arroz mais consumido pelos brasileiros é o polido, mas não é o mais saudável, pois tem sua casca retirada no beneficiamento, perdendo assim, vitaminas, minerais e fibras, ao contrário do arroz integral, que possui todas essas substâncias. Porém, esse último é mais chatinho de ser cozido, já que requer um tempo maior, mas vale a pena investir nesse tempo quando o objetivo é buscar mais saúde. Ele também é mais crocante e durinho, mas é uma delícia, além de ser rico em fibra que nos dá saciedade, fazendo com que demoremos mais tempo para sentir fome, e ainda, ajuda a deixar nosso intestino como um reloginho.

Está na hora de preparar o jantar? Então vamos fazer aquele arrozinho integral gostoso com aquele feijão suculento? Hmmm… diz pra mim quem resiste à essa dupla dinâmica???!!!

Beijoquinhas,

Dra. Juliana Tomandl Fontes

Tags: ,

Artigos Relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


« Artigo Anterior

Próximo Artigo »

Scroll to top