Açúcar na Infância

Home » Alimentos, Dia-a-dia, Dicas, Dietas, Você Sabia? » Açúcar na Infância

on set 26, 17 • por • com Sem Comentários

Açúcar na Infância

Pin It

Com tantos tipos de açúcar, qual é o mais indicado para as crianças? 

Existem vários tipos, mas para todos eles, a matéria prima, é a cana de açúcar. As principais diferenças encontradas nos açúcares estão relacionadas ao sabor, cor e composição nutricional deles. Quanto mais escuro for o açúcar, mais natural e mais rico em vitaminas e minerais ele será, e quanto mais branco e mais refinado ele for, terá menor quantidade de vitaminas e minerais e maior quantidade de aditivos químicos. Mas, afinal, as crianças devem ou não consumir açúcar?

O consumo de alimentos artificiais e corantes, salgadinhos e refrigerantes, não devem ser permitidos para crianças menores de 2 anos. Antes de um ano de idade, o açúcar está proibido também. Após esta idade a recomendação máxima diária de açúcar é de 15 g, o equivalente a 3 colheres de chá. É importante ressaltar que os hábitos alimentares adquiridos nesta idade se mantem até a vida adulta e que não há necessidade fisiológica de consumo de açúcar para nenhuma idade, seja adulto ou criança. Além do que, existem outros tipos de açúcares que ingerimos, como a frutose, presente nas frutas e a lactose, presente no leite, que já fazem o papel de suprir as necessidades do nosso organismo.

Açúcar branco: existe substituições melhores para nossa saúde! ;)

Açúcar branco: existe substituições melhores para                              nossa saúde! ;)

Uma vez que a criança não conhece o sabor do açúcar, é recomendado não estimular seu consumo para adoçar sucos, preparações lácteas, ou mamadeiras. Ainda assim, após um ano de idade, quando a criança já ingere alimentos semelhantes ao dos adultos e/ou quando não se pode evitar seu consumo, como na preparação de bolos e pães, por exemplo, pode-se escolher as opções mais saudáveis de açúcar, que são: mascavo ou demerara, se possível devem ser orgânicos, pois não utilizam ingredientes artificiais e nem aditivos químicos em nenhuma etapa do processo de produção. O açúcar mascavo não é refinado, portanto preserva seus minerais, como o cálcio, por exemplo. O açúcar demerara passa por um leve processo de refinamento e seus valores nutricionais são semelhantes ao do mascavo.

Procure utilizar a menor quantidade possível de açúcar, ou se possível, nem utilize. Para quem já está com o paladar acostumado ao sabor do açúcar pode ser um pouco difícil no começo, portanto, reduza aos poucos e para quem ainda não conhece o sabor, não precisa conhecer tão cedo!

Texto elaborado pela nossa nutri convidada Gisele Souza Lima.

Tags: , , , , , , , , ,

Artigos Relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


« Artigo Anterior

Próximo Artigo »

Scroll to top